Seguidores

quarta-feira, 14 de março de 2012

Sobre economizar nas compras




Muito tenho ouvido e lido sobre economizar nas compras de produtos alimentares. Sendo eu própria uma grande adepta de promoções, descontos e de poupar dinheiro, não posso deixar de comentar esta nova tendência.
É pena muitas pessoas só se lembrarem de economizar nesta altura de crise. Eu saí de casa com 21 anos, vivi sozinha durante algum tempo, e desde aí que aprendi a gerir o orçamento doméstico, e mesmo quando tive um emprego que me permitia gastar mais no supermercado, continuei a fazer o que sempre fiz, que foi, não gastar mal gasto.
Por vezes quando frequentava, a casa de amigos, reparava, que muitos compravam tudo sem olhar ao preços, e por vezes quantidades industriais de produtos que acabavam por ir para o lixo devido ao prazo de validade que acabava. E marcas brancas nem vê-las!
Já há muitos anos, que uso marcas brancas ou mais baratas nomeadamente em:

-detergentes para a roupa
-produtos de limpeza
-massas e arroz
-açucar
-café soluvel
-enlatados
-legumes congelados e secos
-conservas
 -laticinios
-especiarias
- etc...

Fui experimentando algumas marcas até encontrar aquelas com melhor relação de qualidade/preço.
Em relação aos ovos, carne e legumes, sou bastante mais selectiva. Só compro ovos biológicos, a carne nem sempre o mais barato compensa, se possivel compro biológico também. Não me interessa nada comprar carne super barata, mas de animais criados á base de farinhas de engorda, hormonas e todo o tipo de medicamentos e que são fechados ao monte muitas vezes sem verem a luz do dia. Todos os animais mesmo os de criação devem ter uma vida feliz, tranquila. Devem viver e morrer com dignidade, para já não falar que a qualidade da carne é muito superior, logo muito mais saudável. Não adianta poupar, a comprar do mais barato, se depois nos vai sair caro na saúde. É preferível reduzir o consumo de carne (o que eu aconselho) e aumentar por exemplo o consumo de leguminosas, que também têm proteinas.
 Peixe não compro de viveiro. Vi num programa de televisão que por exemplo o salmão criado em viveiro, é branco, não possui a sua cor porque não entra em contacto com as algas e todos os alimentos que encontra no seu habitat natural que lhe permitem ter aquele sabor, aquela firmeza e a sua cor brilhante... Não. Em viveiro, a côr é escolhida por um catálogo com vários tons de salmão e depois essa tinta é-lhes dada a beber, para a sua carne ficar com a côr que devia ter naturalmente.
É mais barato? É. Compensa? Não!

Portanto poupar não é só na carteira, mas também na saúde!

Sem comentários:

Enviar um comentário

Obrigada por deixar o seu comentário.